Terapia Ocupacional

Na recuperação de dependentes químicos, é necessário que haja a atuação de uma equipe multidisciplinar para a plena recuperação do paciente, como é feito na Clínica Recuperação Internar. Dentre esta equipe, os terapeutas ocupacionais têm um papel fundamental, já que Terapia Ocupacional resgata a autonomia e a qualidade de vida do dependente de drogas e álcool.

O dependente químico é um indivíduo que abandonou seus afazeres do cotidiano e suas relações pessoais e familiares, focando-se apenas no uso de tais substâncias. O resultado disso é a perda do contato consigo mesmo, causando grandes impactos na esfera biopsicossocial do indivíduo. Dentro destas limitações na vida psíquica, social e produtiva do sujeito, a intervenção através da Terapia Ocupacional se faz necessária.

Na Clínica Recuperação Internar, a Terapia Ocupacional tem como um dos objetivos é resgatar a autonomia, a qualidade de vida e também o contato consigo mesmo, centrando-se na relação terapeuta-sujeito-atividade. É no fazer, ou seja, na ocupação humana – atividades manuais ou corporais, expressivas, individual ou grupal -, que a Terapia Ocupacional traz a possibilidade de auxiliar o paciente em sua busca pela construção e reconstrução de sua história. Em outras palavras, é a busca pela significação nos fazeres, exceto na drogadição. Dentro deste contexto o trabalho da Terapia Ocupacional em conjunto com a equipe multidisciplinar (psicólogos, enfermeiros, psicopedagogos, psiquiatras, educadores físicos) torna-se de fundamental importância para o tratamento de dependentes químicos e alcoolistas.

Acupuntura 

Na Clínica Tratamento Especializado para Dependentes Químicos, a acupuntura é utilizada como tratamento alternativo. Durante o período de tratamento, devido à interrupção do uso abusivo de substâncias químicas, no período de abstinência podem ocorrer sintomas como dores pela região do corpo, náusea, vômito, diarreia, hipersudorese, insônia, apatia, tremores, irritabilidade e agitação. A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) busca a compreensão dos fatores que causam o desequilíbrio energético do indivíduo, tentando reestabelecer seu equilíbrio. A acupuntura, sendo uma ferramenta da MTC, atua no reestabelecimento energético do organismo do indivíduo, buscando harmonizar o equilíbrio psíquico e fisiológico de cada sujeito. Diversas pesquisas apontam a eficácia da acupuntura como coadjuvante no tratamento da dependência química e nos diversos sintomas causados pela Síndrome da Abstinência favorecendo os pacientes durante o processo de desintoxicação, amenizando e até eliminando seus sintomas, auxiliando no processo terapêutico do dependente químico. É por estes motivos que ela é utilizada pela Clínica Tratamento Especializado para Dependentes Químicos.