O que são Drogas?

Considera-se como droga toda e qualquer substância que, ao ser introduzida no organismo (por via oral, injetável ou outra) seja capaz de provocar alterações de ordem física ou psíquica. Ela pode ser natural ou não. É de acordo com essa definição que os medicamentos utilizados no tratamento de doenças são chamados de drogas, porque existem diversos tipos, como você verá a seguir.

• Drogas estimulantes

São aquelas que estimulam o sistema nervoso central, ou seja, aumento a atividade do cérebro. Elas agem “imitando” os neurotransmissores e deixam o indivíduo em estado de alerta muito grande, insônia e disposição, mas apenas momentaneamente. Ao passar o efeito, proporcionam cansaço e até um quadro depressivo. Nessa categoria estão o crack, cocaína, anfetaminas e nicotina.

• Drogas depressoras

Ao contrário da categoria anterior, elas diminuem as atividades do cérebro, fazendo com que o usuário fique mais lento e menos sensível aos estímulos do ambiente, demorando mais para reagir a eles. Um exemplo clássico de droga depressora são as bebidas alcoólicas, mas também fazem parte desse grupo os inalantes e solventes.

• Drogas perturbadoras

Ao serem absorvidas, as drogas perturbadoras do sistema nervoso central distorcem as atividades do cérebro, podendo causar desde alterações nos sentidos até grandes alucinações. Entre as drogas perturbadoras estão à maconha, LSD, ecstasy, cogumelo e o haxixe.

Independente do tipo da droga, as consequências do vício são devastadoras na vida do dependente. Uma pessoa pode perder o emprego, envolver-se em sérios conflitos com o seu círculo de convivência e em grandes problemas para conseguir comprar mais drogas. Pode perder a sua família e sofrer com doenças decorrentes do consumo.

Existem os tratamentos voluntários ou involuntários para uma pessoa deixar o vício. Os primeiros são para os dependentes conscientes de que precisam lutar contra o problema, já o segundo tipo acontece quando a família tem que intervir porque a dependência chegou ao ponto de que a pessoa não consegue reagir sozinha.

A clínica de recuperação Internar oferece tratamentos voluntários e involuntários, com profissionais especializados em tratar os dependentes, recuperando a sua saúde, autoestima, relação com a família e tudo mais que pode ser prejudicado pelas drogas